Avaliação de Risco

Análise de Risco no Acesso por Cordas

Uma vez que se tenha decidido que o acesso por corda é um método adequado para executar a tarefa, os empregadores devem revisar cuidadosamente os procedimentos a ser seguidos para a execução do trabalho. Eles devem identificar quaisquer riscos e examinar como eles podem ser eliminados, ou se isto não for possível, reduzidos para um nível aceitável. Isto é determinado ao se realizar uma avaliação de risco, que também é conhecida por análise de segurança do trabalho (AST).

A identificação de perigos deve englobar a identificação de qualquer coisa que possa vir a causar danos, como por exemplo:

  • cabos de energia, que possam representar alto risco de choque elétrico;
  • qualquer exposição de risco ao público ou outros trabalhadores, em particular pessoas que estejam trabalhando no solo onde escombros ou ferramentas possam cair
  • a presença de outras transações;
  • as ferramentas em utilização
  • maquinário ou ferramentas em movimento;
  • a indisponibilidade de pontos de ancoragem do tamanho, forma e força adequados para o método de acesso proposto e para que o trabalho seja executado;
  • bordas afiadas ou escarpadas onde os cabos de ancoragem possam ser cortados ou esfolados;
  • superfícies quentes ou trabalho com calor que possa vir a danificar cabos de ancoragem ou técnicos em acesso por corda;
  • substâncias perigosas (ex: gases tóxicos, ácidos, amianto);
  • condições adversas do clima

A identificação de perigos e a avaliação de riscos deve ser específica para cada local de trabalho. Elas devem ser documentadas e devem cobrir todos os aspectos do trabalho a ser executado. Os documentos devem ser disponibilizados para as pessoas que trabalham no local e devem ser regularmente revisados formalmente pelos mesmo durante o curso do trabalho, para levar em consideração a alteração das circunstâncias (ex: condições do tempo e outros trabalho em execução). Essas circunstâncias em alteração podem ser controladas por um sistema para autorização de trabalho, que é recomendado.

Operações como plataformas de petróleo, refinarias, usinas de força e linhas férreas possuem um sistema formal para autorização de trabalho para tratar de perigos, ao solicitar que certas precauções sejam tomadas. Exemplos são: isolamento elétrico, restrição de outros trabalhos, exigências de comunicação, equipamento específico de proteção individual.

A avaliação de risco deve incluir considerações detalhadas de todos os cenários de emergência possíveis e planejamento de como qualquer resgate seria executado.

fonte:  Irata.org 

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *