6 Tipos de nós mais utilizados no acesso por cordas

Os nós são tipicamente utilizados para formar terminações em cabos de ancoragem têxteis e existem muitos nós que são adequados  para o uso de acesso por corda. Embora o nó reduz a força geral de uma corda( o que pode ser levado em consideração durante a escolha de uma corda), um beneficio é que eles absorvem energia. Alguns nós absorvem mais energia que outros.

É essencial que os técnicos em acesso por cordas possam ser capazes de amarrar, preparar e fixar corretamente uma gama dos nós mais utilizados e ter a confiança de que eles serão capazes de amarrá-los enquanto estiverem em circunstancia difíceis. No local de trabalho, os nós só devem ser amarrados por pessoas com um conhecimento meticuloso sobre o nó e técnica de amarração de nó.

Durante a escolha de um nó adequado, os técnicos em acesso por cordas devem levar em conta o seguinte:

1-suas próprias habilidades na amarração daquele nó em particular;

2-a adequabilidade do nó para a tarefa e aforma prevista na qual o mesmo será carregado, incluindo forças potenciais contempladas;

3-a redução de força no cabo de ancoragem, dispositivos passador ou passadeira de ancoragem que o nó cria;

4-a facilidade com qual o nó pode ser amarrado ou desamarrado;

5-quando necessário  a capacidade do nó em passar através ou por obstruções em potencial (ex:polias).

 

6 Tipos de nós mais utilizados no acesso por cordas.

1-Oito duplo

 2-Oito guiado

3-Nove

4- Borboleta alpina

5-Orelha de coelho

6-Nó de pescador

O oito duplo e oito guiado, são utilizados na confecção de cals stails

O oito duplo também tem grande utilidade em ancoragens rápidas( em que o técnico não pretende ficar muito tempo suspenso).

 Já o  nove, borboleta alpina e orelha de coelho, são utilizados para ancoragens equalizadas e o nó de pescador, utilizados no final da corda. 

 

Clique aqui e aprenda como fazer nós!

Qual o nó que você mais utiliza? deixe nos comentários.

 

 

 

 

 

fonte; irata.org

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *